sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Preste João - A lenda medieval

    Bom dia! Hoje estou à rigor, com uma xícara de café e um texto incrível para estudarmos um pouco mais...Frequento uma comunidade no orkut onde conversamos sobre os assuntos ligados aos Elementais, como já citei aqui, vou colocar após a postam o link da comunidade. -sim, ainda usamos orkut, porque para isso vale a pena! - Essa semana, tivemos a honra de receber uma postagem de nosso amigo de lá, nos contanto um pouco sobre a figura de Preste João, um homem mágicko que fez e faz parte do imaginário ocultista desde muito tempo atrás. Vou ir colocando abaixo o decorrer das postagens no tópico:

Wit Oicani 31/12/2012
Prestes João
    Chegou o momento de falarmos de um personagem que figura o mundo secreto dos Ocultistas , internamente , que foi conhecido no mundo antigo por todas as cortes  , porem  jamais foi encontrado para ser referido a ele um local historico propriamente dito ! Hoje as Escolas de Ocultismos , todas se referem a ele e a seu Reino , como algo simbolico , trazido no mundo antigo nas cargas dos Cavaleiros Templarios , mas Portugal e Aragon  , depois de  alguns seculos de procura encontraram algo que sairia da razao exoterica e adentraria na razao esoterica , mas mesmo assim com frutos historicos que se seguiram no tempo como provavel e aceito ! Os Reis de Portugal e tambem os Reis do Reino de Aragon, hoje Espanha , fizeram contato com o impressionante Prestes Joao e por isso a Cavalaria Templaria em seu derradeiro sopro de vida se escondeu nestes paises porque eram os que tinham um conhecimento secreto que acabou sendo respeitado pelos demais que queriam o fim absoluto dos Templarios !Mesmo assim a Europa toda ficou com as quirelas deste conhecimento vinculado a Preste Joao !Segundo correspondencias portuguesas , Prestes Joao era mesmo o guardiao da Arca da Aliança , o que fazia dele alguem importante pra qualquer fé !É Por isso que Portugal situa o Reino de Preste Joao nas aproximidades de Axum , a Cidade Branca de Alakim , ou seja  acidade magica que mortal nenhum podia entrar !
Sem duvida  Preste Joao ,é um personagem mitico do mundo antigo para muitos , mas que é dado a ele o feito  de unir o conhecimento ,a religiao , o Ocultismo do Oriente ao do Ocidente ! Dizem as lendas que por volta do final de seculo X ao XV , uma figura sobre humana esteve presente entre as loucuras das Guerras  Santas ,denominadas Cruzadas ... Os Cristaos o denominavam um Cristao , enquanto que os Muçulmanos o denominavam Muçulmano , assim por diante se via os Sufis , dizerem o mesmo , os Coptas , a mesma coisa , os Xiitas tambem e  etc, até os Budistas no extremo Oriente , e alem até nas montanhas mais altas do mundo , no Tibet , ele se fazia presente ... Preste Joao  foi uma figura inclivel , uma lenda de todos os povos do mundo antigo e aquilo  que seu Reino trouxe ao mundo dos mortais , muitos Reis antigos pegaram um pouco de sua riqueza ! Dizem as lendas que ele lutou nas terras santas e lá ficou por mais de 500 anos lutando ao lado dos justos !
Mas qual era o segredo do imortal Prestes Joao ? Porque ele nao morria e se interessava tanto pelas guerras santas ? Dizem que Prestes Joao tinha um Reino encantado , cercado de monstros que protegiam suas terras  e mortal nenhum poderia pisar sem encontrar um efeito magico ! Havia Dragoes , Elfos , Duendes , e Sereias ! Inexplicaveis homens guerreiros  com cabeças de caes guardavam as fronteiras de seu Reino e mortal nenhum ousava enfrentar estas criaturas ! Durante  o caminhar dos seculos seu Reino se estendia da Mongolia a Etiópia e ainda se fez adentrar em alguns periodos na Europa , e mesmo assim ninguem conseguia encontrar Prestes Joao ou seu Reino perdido !
Entao coube aos Cavaleiros Templarios , presentes desde sempre na Terra Santa , descobrirem os segredos de Preste Joao ! Os Cavaleiros encontraram sem duvida as respostas , mas a mantiveram em segredo até os dias de hoje ! Assim os Cavaleiros do Templo seguiram e serviram a Prestes Joao secretamente na ilha de Chipre ! Os tibetanos conheciam Prestes Joao e o denominavam um Senhor de Aguart ! Os mongois tambem o conheciam e assim tambem o denominavam  do mesmo modo ! Os Persas o faziam sucessor da linnhagem  de Baltazar , um dos Reis Magos e a Etiópia o descendia de o Primeiro Negú , Rei dos Reis , ou seja de Alakim , filho do Rei Jedi Diah  e da Rainha  Bilquis , coisa que Portugal e Aragon sabiam por si mesmos !
    Segundo as fontes , Prestes Joao se fazia presente entre os Reis da Europa e de certa forma até teria mudado o modo de pensar de muitos , incluindo o povo dos paises por onde passava ! Certas variantes , indicam que foi Prestes Joao que teria composto a Cançao dos Nibelungos , pois nao se sabe quem teria escrito  esta saga dos nordicos até hoje porque o original foi perdido ! A pista principal  leva a um Cavaleiro Negro  , todo vestido de preto que frequentava as regioes do Danubio e subia para a Boemia , desaparecendo se nas florestas daquelas terras Germanicas...A pista se concentra neste personagem enigmatico , porque ele se dizia retentor da "linga dos passaros" ou "cançao dos passaros" !Este termo da lingua ou cançao dos passaros é muito antigo e somente pode ter vindo do Oriente atraves dos cavaleiros Templarios ou atraves do proprio Joao , onde esta historia figurava na Terra Santa desde a epoca do Rei Salomao , que dominava a lingua dos passaros , e igualmente Prestes Joao tambem dominava !
    Assim Ocultistas do mundo todo  se cotovelam para tentar pegar alguma quirela que resta deste personagem mitico ! A Mairoria sabe e aceita o termo Prestes Joao como um titulo e nao uma pessoa propriamente dita , mas sim uma pessoa que retinha este titulo ! 
Muitos documentos da idade media , demonstram que Preste Joao era de etnia asiatica , ao passo que outros demonstram que ele era negro , outros que ele era nórdico e assim vai ... Deste modo se conclui que Prestes Joao foi mais de uma pessoa e de etnia diferente ao longo de sua fama e historia !
O verdadeiro prestes  Joao era de etnia asiatica como afirma Marco Polo pois a sequencia dos Khans desde Gengis Khan mostrava que tudo tinha provido da gguerra contra este mitico Rei Prestes Joao onde Gengis Khan teria o vencido na ocasiao herdando muito segredo , Alquimistas , Magos  todos da corte de Joao , que Marco Polo viu com os proprios olhos a Magia na corte dos Khans! Porem  com o tempo outros Reis subiram ao trono reivindicando o direito de ser Prestes Joao tambem como atestam os documentos historicos e muitos Reis destes ai certamente nao possuiam os segredos de Prestes Joao !
Nao há duvidas que Prestes Joao morreu e nasceu Prestes Joao mais de uma vez , talvez até muitas vezes e conseguiu subir a algum trono com sua sabedoria e liderar um povo ou varios ! 
Tal como Salomao subjulgava 72 demonios que foram Reis do mundo mais que antigo , tambem Prestes Joao , subjulgou em seu auge , 72 Reis , que lhe deveriam ser vassalos !
Prestes Joao é um tipo de Senhor de Elementais ! Tal como o Rei Davi biblico , foi ajudado por guerreiros invisiveis a vencer suas guerras contra seus inimigos , tamberm  Prestes Joao , utilizou da mesma artimanha e fez seu exercito  se encorpar com criaturas nao humanas  e ganhar muitas guerras !
    Uma tradiçao antiga , diz que o Dalai Lama bebeu na mesma fonte de Prestes Joao ! Segundo a lenda , um grupo de pessoas teriam bebido nesta "fonte Magica" e sim perdurariam no tempo e mesmo se morressem , quando nascessem saberiam perfeitamente de quem eram ! Assim se diz que nesta fonte beberam alem do Dalai Lama e Prestes Joao , tambem Merlim , Rei Artur , Francisco de Assis , Jesus , Santo Hilarion de Chipre ,Salomao e Davi , e muitos outros que passaram a ajudar as pessoas que se perdem em seu "Sono profundo" de uma vida para outra ! 
    Assim sendo meus amigos , investigadores do sobrenatural , fiquem alertas quanto aos Priorados distribuídos mundo afora , pois nao é somente o Priorado de Sião que tinham segredos a revelar nao , pois como o constatado , nem tudo era verdade , mas tambem nem tudo era mentira , entao fiquem de olho , principalmente nestas construçoes de estilo armênio , pois  a  lenda de Prestes Joao teria intima ligaçao com Mestres Construtores deste estilo ! O Gótico  e o Arabe tambem podem entrar nesta lista de simbolismos antigos , pois Prestes Joao tinha uma gama de simbolismos muito competentes e profundos difundidas na arquitetura , tal como se via no caso de Jedi Diah !
Um dos enigmas do Ocidente e do Oriente ,é Theotokos , que na versao Cristâ seria a propria Maria mae de deus , mas no Cristianismo  Nestoriano , seria uma construçao ! Na lenda nestoriana  e Sufi , se fala de um castelo majestoso , em estilo gotico que seria a moradia do proprio Prestes Joao , e em seu glorioso jardim repleto de elementais estaria a mais Bella Flor , tida como os desejos de todos os segredos ...
    Assim com o surgimento da mais Bella Flor , surgiu tambem na Europa uma gama de simbolismos com uso de flores ! O que dizer da Flor de Lis ? Esta ultima simbolizava a casta , a nata da corte dos Francos  e pretendentes ao trono diretamente falando , mas as escondidas poderia simbolizar muito mais , tal como foi dito a respeito dos Merovíngios da "Linhagem sagrada" ...No caso da mais Bella Flor de Prestes Joao , de cor violeta , nao restam duvidas que ela simboliza a Nobreza para muitos , mas ao mesmo tempo a "Liberdade" , principalmente para o povo , e certamente , esta ultima , é a simbologia  principal ...
    Na Corte de Prestes Joao ,entre o povo  nao existia pobreza e por isso nao existiam ladroes ! Todos tinham direitos ao conhecimento direto e todos tinham direitos de deveres a partir dai ! Fazer parte da populaçao que tinha como regente Prestes Joao , certamente foi o melhor que a Politica pode constituir para um povo !  Se ensinava a ver com olhos treinados o que tem valor de verdade ! mesmo todo o povo estando cobertos de ouro , mesmo assim o ouro nao tinha valor algum  monetário ! Segundo lendas o ouro era abundante , tanto que se perdia nas curvas dos rios e riachos ...Pedras preciosas figuvam em todos os lugares como adornos , mas sem valor nenhum , uma vez que todos tinham e até se perdiam na fartura ! O Valor era filosófico e natural , ou seja , todos deveriam dar valor ao verdadeiro valor que as coisas tinham ! a Natureza era promordial e sagrada , e assim os elementais eram criaturas presentes , pois eram reconhecidos e por isso se faziam guardioes do Reino inteiro !Contudo , mesmo havendo maravilhas por todo os lados , quase utópicos , mesmo assim estas coisas nao eram contínuas , ou seja , tudo se perdia na falta de Prestes Joao ! o Proprio Joao era o equilibrio deste Reino e sem a sua presença ele nao tardava a desmoronar ! Assim diante das tantas vezes que Prestes Joao nasceu e morreu , tambem muitas vezes este Reino magico  nasceu , prosperou e morreu ! 
    Preciso que todos entendam , que nao estamos somente falando de Prestes Joao , por ele ser intimamente relacionado aos Elementais ,nosso principal tema nesta Comunidade , mas sim  tambem porque ele  é encontrado no mundo todo e em todas as religioes de grande importancia e inclivelmente bem aceito por todas elas ...Como magica Prestes Joao parece ter dominado ou acrescentado algo de si mesmo as religioes do mundo antigo e assim acabou querido e desejado , por muitos povos ! Mesmo as religioes mais recentes , que nunca ouviram falar de Prestes Joao ou nao tem nenhum vinculo ou participaçao  com ele propriamente dito , certamente , por se tratar de um "senhor" da Natureza e Elementais , todas o aceitarao de braços abertos ! O Paganismo aceita bem Prestes Joao , pois as relaçoes de ambas as partes com a Natureza é bem clara ! A Natureza "grita" por Prestes Joao ! Os Elementais de qualquer parte do mundo sabem o nome secreto de Prestes Joao e o cantam ou o recitam até os dias de hoje ! Assim Joao é algo ou alguem alem da imaginaçao para a maioria das pessoas , mas é algo ou alguem que todos tendem a ter interesse ! Ele está enraizado nas grandes religioes e um dia deverá ressurgir como sempre o fez !
    Hoje tudo o que sabemos é que Prestes Joao nao está em seu Reino e sim aqui entre os humanos comum  mesmo ," infiltrado" , mas certamente ele sabe bem quem ele é !
 Assim seu reino permanece vazio somente ocupado por um guardiao Vesgo ! Lá  do alto onde o castelo jaz , ao lado de uma cascata agora sem agua  , tudo  parece nao  ter mais vida , e tudo parece adormecido sem a presença de Joao !O Jardim está seco e a terra toda nao tem verde ! O Elementais abandonaram o local e somente o valoroso guardiao Vesgo fica para guardar a memoria daquilo que já foi grande !
Diz a Lenda que Joao carrega a mais Bella Flor consigo , depois de corta la e guarda la  num saquinho verde e pendura lo no pescoço como pingente ! Assim que ele  voltar a seu Reino Magico tudo ganhará vida desde  que a mais Bella Flor  seja  plantada novamente na terra ! Estas sao as coisas simbolicas que se sabe e se diz a respeito de Prestes Joao , mas a realidade , se tratando de nosso mundo comum , é que tal como , citaremos um exemplo , Dalai Lama nasce e morre e sabe quem é , tambem Prestes Joao , nasce e morre e nasce novamente e ainda sabe muito bem quem é ! 
Hoje o Dalai Lama , pode até nao mais conseguir fazer isso sozinho pois muita gente hoje faz isso pra ele caso ele tenha alguma dificuldade ,mas  depois de tanto tempo fazendo a mesma coisa , e as coisas nao estao boas pra ele agora , o Dalai Lama parece ter ajuda pra saber de quem ele é e até se pode dizer que Prestes Joao pode até estar enfrentando a mesma situaçao , quem é que pode saber ? Contudo de uma maneira ou de outra eles irao saber de quem sao e creio eu que Prestes Joao , os Elementais mesmos nao o deixarao se esquecer quem ele é na verdade ! 

    Comunidade Fadas, duendes e gnomos -http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=380194
    Assunto no Wikipedia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Preste_Jo%C3%A3o

domingo, 2 de dezembro de 2012

Bate papo e gravidez

      Bom dia! Boa tarde pra quem já almoçou! Gente, todos estamos acompanhando a discussão em torno da Cura Gay, todos estamos indignados, tanto os que são a favor, quanto os que estão contra. O que eu acho muito engraçado por aí, e que gostaria de sintetizar minimamente minha revolta aqui, são as pessoas com mania de achismos, em tudo! - Ah, mas eu acho que isso deve ter como mudar... Mas não tem que achar coisíssima nenhuma! Qualquer pessoa, qualquer discurso de alguém que não esteja na condição homossexual, que não viva o sentimento homossexual, que quiser ACHAR alguma coisa, vai ter que ficar só no achismo mesmo, porque não viveu, e afirma e quer provar por a + b que a pessoa escolheu isso, eu digo que não, mas e se tivesse escolhido? Cadê o livre arbítrio?! Espera reencarnar gay, daí vai poder achar a vontade, e vai poder até virar evangélico e encubar o próprio sentimento se quiser, seja feliz! Outra situação, que eu já nem sei se comentei sobre isso em outros posts ou não, mas se já, vou falar de novo! O que são essas pessoas falando - Eu não acredito nessa de bissexualidade.- WHAT?! Não acredita?! É um templo, uma seita, uma Deusa, a bissexualidade pra você acreditar nela ou não?! Olha gente, vamos ter que sair dessa tolice! Temos um vício em querer opinar em tudo, mesmo não sabendo do que se trata, opinamos em tudo. E as religiões que são minoria bem o sabem, porque é uma e duas pra vir um que nunca nem ouviu falar na palavra neopaganismo, ou qualquer palavra ligada ao assunto, pra vir dizer que é coisa do kpta, e aí não pode né! Todos se revoltam. OUTRA COISA, que eu quero esclarecer aqui, porque eu acho incrível os pagãos, ou qualquer outra manifestação de fé fora do Cristianismo, querer exigir o respeito deles, e ficar o tempo todo, todo dia, postando piadianhas, que são verdadeiros manifestos intolerantes a Jesus Cristo, Nossa Senhora, Deus, etc. Eu juro que não consigo entender o que se passa na mente de uma criatura dessas! Seguem 20 mil páginas dos ateus no Facebook (e nada contra eles, é claro), só pra poder compartilhar as piadinhas com Jesus. Se fosse contra a Deusa, contra a Bruxaria, ou contra qualquer divindade pagã, daí não teria graça, né?! Pois é... 

        Dito isso, eu quero compartilhar com todos, uma ideia que aprendi vendo uma palestra espírita do Sr. Raul Teixeira, e que me chamou muito a atenção. Ele comenta sobre a gravidez, e no Paganismo, no Cristianismo, e em todas as religiões dá-se um valor imenso ao momento do nascimento de um novo ser. E ele comenta, à luz do Espiritismo, que o período da gestação, é o mais longo transe mediúnico de que se tem notícias. Olha que máximo! Nunca tinha parado para pensar nisso. Durante todos os meses de gravidez,  a mulher fica sob a influência daquele espírito que está reencarnando. Então muitas vezes a mulher ama loucamente o marido, mais que o normal, onde o marido vai ela quer ir atrás, e não deixa o coitado em paz, tamanha a força do sentimento amoroso, que ascende durante a gravidez, e isso se dá, pela simpatia que aquele espírito que está voltando, tem com o pai. Noutros casos, a esposa cria total antipatia pelo marido, não quer vê-lo perto! E é fácil entender, que o espírito que vem, não é simpático ao futuro pai, e nesses casos é preciso conversar bastante, chamar o genitor para dialogar e esclarecer o amor com o qual o bebê é esperado. Legal né? Então, por hoje é o que temos. Postem dúvidas, críticas, elogios, etc, nos comentárioos! Obrigado.

sábado, 24 de novembro de 2012

A árvore de Natal

Saudações queridas irmãs, irmãos e, outros. Estamos próximos ao início de dezembro, já que hoje, data desta postagem, é dia 24 de novembro de 2012. Natal quer dizer nascimento, todos nós temos nossos natais, todo ano, nas comemorações de nosso aniversário, que também é um costume que remonta às tradições pagãs anteriores ao Cristianismo. ACHO/espero que, eu não precise me aprofundar muito sobre as origens pagãs da árvore de Natal. Para quem está iniciando os estudos, leia a fundo sobre o ritual de Yule, o nascimento de Deus. Enfim, vim trazer hoje, um texto gnóstico (de novo), porque sei que é confiável e traz uma ritualística bem interessante, com ponto de vista que talvez os pagãos nem parem para pensar.
Então postei abaixo, um trecho do texto que está no site gnosisonline, sobre o simbolismo da árvore de Natal.
"Para os gnósticos, a Árvore de Natal tem profunda concordância com as tradições Alquímicas, Cabalísticas e Cósmicas de todas as tradições. Todos os presentes, os enfeites, as cores etc. têm um significado profundo e altamente simbólico.
Portanto, ao se montar a Árvore de Natal, lembre-se de compô-la de acordo com a tradição, criando-a para carregar o ambiente onde ela está com vibrações bastante positivas. Em seguida, algumas dicas para se montar uma Árvore de Natal Gnóstica.
O que Representa a Árvore: A Árvore de Natal representa o Diagrama Cabalístico da Vida, chamado de Árvore Cabalística ou Árvore Sefirótica. Nesse Diagrama está representada toda a vida e todas as dez dimensões do Universo. Esta Árvore possui dez galhos, que vão desde Kether (o Pai todo perfeito) até Malkuth (o mundo físico).
Localização da Árvore: Sugere-se colocar a árvore de Natal ao centro da sala ou no leste, aonde o Sol nasce. É apenas uma sugestão, caso não haja essa possibilidade, qualquer local será apropriado para isso.
Tipo de Árvore: Se possível, que seja um pinheirinho, já que esta árvore representa a energia luminosa da Era de Aquárius. O pinheiro é, na verdade, o símbolo da Era Aquariana. Mas podem ser plantas especiais e mágicas, como a romãzeira, o cipreste, o zimbro etc.
Como Enfeitar a Árvore: Sempre de cima para baixo, respeitando as forças descendentes do Espírito Divino que vêm para nos abençoar aqui no plano físico.
No Topo da Árvore: Fixe uma estrela dourada, esta representa nossa Estrela Interior que anseia nos guiar na peregrinação da vida, é o nosso Espírito Divino que precisa nascer em nossa Consciência (o topo de nossa Alma é a Consciência). Porém NUNCA ponha a estrela de ponta cabeça, se esta for de cinco pontas.
Os Enfeites: Os enfeites alegorizam virtudes, poderes e forças espirituais que devem triunfar dentro de nós, e também dentro da casa onde está a Árvore. Vejamos os principais enfeites-símbolos:
1. Os 3 Sininhos: Simbolizam a Santíssima Trindade, as três Forças Primárias do Cosmos;
2. Os 7 Anjinhos: Representam os 7 Espíritos Angélicos Santificados, que estão diante de Deus intercedendo por todos nós;
3. As 12 Bolas: Podem ser mais, obviamente, mas as maiores devem ser ao todo 12, e este número representa as 12 Leis Crísticas, os 12 Salvadores e os 12 Cavaleiros da Távola Redonda, os Apóstolos, que nos protegem de todo o mal para algum dia encontrarmos as 12 Verdades de Cristo;
4. As 7 Bengalinhas: Simbolizam as 7 Kundalinis que devemos trabalhar para encarnar nossos Poderes que Divinizam;
5. Os Enfeites: Ao pé da Árvore, representam todas as virtudes que queremos alcançar em nossa vida espiritual; podem ser pequenas caixinhas, elas representam essas virtudes e podem ser de cores variadas.
A Vela Quadrada de Cor Amarela: Deve ser posta na base da Árvore ou próxima a ela (porém, obviamente, com segurança). E durante toda a semana de Natal, acendê-la para que toda a árvore natalina se transforme num carregador de energia astral altamente positivo. Recomenda-se que uma mulher (caso seja possível, grávida) acenda essa vela.
Recipiente com Água: Deve ser posto do lado da vela acesa, pode ser uma pequena jarra com água (obviamente coberta, para não cair nenhuma impureza). Representa que devemos nos purificar com Água e com Fogo para iniciarmos verdadeiramente a construção de nossa Árvore Natalícia Interna! E na noite de Natal, dê essa água de beber a todos os membros da família e convidados, ou a distribua aos enfermos; ou então, molhe as plantas de sua casa, pedindo aos elementais da Natureza proteção, harmonia e prosperidade a todos os que moram nesse lar…
Que a Luz do Cristo Cósmico ilumine sua casa com essa maravilhosa representação esotérica que é a Árvore Natalina!
Lembre-se: essas são somente algumas sugestões de objetos simbólicos para sua árvore de Natal. Você também pode usar outros símbolos sagrados de seu conhecimento, desde que colocados ali com muita reverência, sempre lembrando do Aniversariante.
A data sugerida para se montar a Árvore Gnóstica de Natal é 1º de dezembro. E sua retirada, no Dia de Reis, 6 de janeiro."

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Flash café!


Boa noite povo. Vocês devem pensar: idiota, nem é noite agora. Mas eu estou escrevendo de noite, e sou educado, porque a nós pagãos, compete-nos a boa educação.
Não defini tema para a postagem de hoje, mas quero começar tratando de um assunto que vem me chicoteando a mente reiteradas vezes. Gente, eu acho o cúmulo, a pessoa cuidar, alizar, energizar, alinhar, e fazer tudo com o corpo espiritual, corpo mental, corpo astral e etc, e deixar o físico para as calendas! Mas o que é isso? Se vocês lerem livros do V.M. Rabolú, por exemplo, ele fala categoricamente, que em Marte, Júpiter e noutros planetas da nossa galáxia, não existem pessoas monstruosas, deformadas pelas gulas do mundo, como existem aqui. Aliás sugiro que leiam - Hercólubus, o planeta vermelho. Enfim, queria falar sobre isso, que me deixa profundamente transtornado.
 Partindo agora, e aproveitando que falamos no livro, sugiro um mantra que tem nesse livro, muito útil, que é o mantra FARAON, que deve ser entoado de 3 a 5 vezes verbalmente, depois mentalmente, até sentir a dormência no corpo, e quando sentir, deve-se levantar, devagar, e dar um pulinho, isso mesmo, um pulo, se voar, é porque tá no astral, e aí é 24 no veado, só alegria! A parte do "R" também deve ser entoada, levando a língua ao céu da boca - faaaaaaaaaaaaarrraaaaaaaaooooonnnnnn.

Como nossas postagens, geralmente são estilo vestibular, com muita informação num só texto, hoje não será diferente. Quero tratar rapidamente da "Elementoterapia", para quem nunca ouviu falar, é a cura através da magia elemental, dos elementos, das plantas, mas tendo a consciência de que quem cura não é a planta, mas sim, seu elemental. É uma ciência antiga, e diz-se que a Esfinge elemental do Egito, no astral é um grande templo onde aprende-se a Elementoterapia, sobre todas as plantas, os rituais respectivos a cada uma delas. Claro que nós, em nossa condição não teríamos como memorizar todos, no entanto, temos nosso Intercessor Elemental, todos têm! É um ser, nosso ser elemental, que forjamos quando éramos elementais. Parto da crença de que evoluídos desde o mineral, passando pelo vegetal, animal, humano e daí por diante, o desafio hoje em dia é conseguir partir do estágio humano! Não inventei isso, é um princípio milenar, quem não conhece, assenhorei-se da crença budista no Samsara, por exemplo. O fato é que este Intercessor Elemental, ao qual todos temos, sabe de todas estas fórmulas mágickas das plantas, e quando formos realizar alguma tarefa, nem que seja um chá para dor de barriga, devemos pedir a nosso I.E. para que vá ao elemental da planta, e liga-o ao órgão enfermo! Isso faz a diferença!

Outra questão, que muitos questionam-se sobre... Quando vamos a um terreiro de Umbanda, é comum que os espíritos nos peçam uma peça de roupa, principalmente se estivermos pedindo algo para outra pessoa. Mas por quê isso? Nossas roupas carregam nossas energias, fixam-nas, quando usamos roupas, ou objetos pessoais de outros indivíduos, estamos sim, de fato entrando em sintonia com a energia própria daquele ser. Por isso é fácil transmitir a energia para a pessoa, o espírito capta essa vibração da roupa, e sabe exatamente com o que ele precisa lidar!
Então foi isso, muitas curiosidades, comentários extra-oficiais e desabafos. BB.

domingo, 5 de agosto de 2012

Mel - O Alimento dos Sábios.

Bom dia. Acendi um incenso de rosas, acendi uma vela com essência de pitanga que eu fiiiiz, para criar um clima e estou aqui escrevendo e tomando uma xícara de café com leite adoçados com mel. Sim, mel! E o nosso encontro hoje, que não é com Fátima Bernardes, irá tratar dessa substância tão mágicka, e que eu percebo às vezes, que as pessoas acham mágicka, mas nem sabem direito por quê!
Primeiro é preciso que se entenda que as abelhas são criaturas formidáveis, seres intimamente ligados às outras dimensões da natureza, e que tem uma relação próxima com os elementais. As abelhas estão sob a influência do planeta Vênus. DIZEM que foram trazidas a milhões de anos, deste planeta para cá, aí já não sei se é mesmo, deixo para vocês especularem! O fato é que são animais largamente utilizados nos textos mágickos, do Mestre Samael Aun Weor por exemplo. Em seu livro Kundalini Yoga- O Livro Amarelo ele nos fala sobre uma dieta esotérica e ensina: "Desjejum: pão torrado com mel de abelhas e leite quente. Pode-se acrescentar algumas frutas." Pois é gente, que achava que magia é ótimo porque não tem dieta, agora pede pra sair! PEDE! Hehehe...Em outro trecho do mesmo livro ele destaca: "Recordai que o mel de abelhas é o alimento da Fraternidade Branca Universal."  Fora isso, sempre que falamos em oferendas para os elementais, lembramo-nos de mel! Este líquido formidável é inclusive muito comentado na Bíblia, onde a terra prometida verte leite e mel! Também aprendi em algum lugar por aí, que quem come duas colherinhas deste, todos os dias, dificilmente terá alguma doença. Em alguns relatos de um amigo Ocultista, ele contava-nos sobre um homem notável que vivia no interior de MG cercado de mistérios e magia, até um dia desaparecer completamente. A população da cidade do interior, estranhava-o por cotidianamente andar com mel pela cabeça toda! E de fato, o mel tem propriedades mágickas pouco exploradas por nós. Eu não aconselho ninguém a sair passando mel por tudo, sem saber exatamente o que está fazendo!Rsrsrs...Além de tudo isso, o mel ainda pode limpar nossos chacras quando ingerido.

Os usos medicinais nem nos compete falar, mas sabemos que são imeeensos, porque as abelhas retiram substâncias florais de muitas plantas, e tudo fica junto no sagrado mel, reflitam sobre como isso é precioso. E o café não fica ruim com mel! Experimentem, não derrubem as casas das abelhas, and blessed be!

domingo, 29 de julho de 2012

As Plantas...Ah...Nossas Plantas...

Bom dia povo. A ideia do blog de postagens diárias mandou um beijo para todos vocês! Não tem como!Hehehe. Mas, hoje estamos aqui, para nos entretermos com um assunto deliciosamente mágicko: Nossas plantas!
Um pagão, um bruxo, uma pessoa que é um amante da natureza, e cultua a natureza, tem que de preferência amá-la, right?! Hoje o que vemos muito por aí, é que todos imaginam que a natureza é somente aquilo lá longe, aquela floresta densa, cheia de bichos e árvores enormes, e ignoram o fato de que nós também somos  parte da natureza. O ser humano tem uma posição hierárquica neste planeta, acima dos minerais, vegetais e animais, como já disse aqui - embora às vezes pareça não merecer isso! Então antes de querer amar tudo por aí, ame a si mesmo.
Cada planta é o corpo físico de um ser elemental, que está na 4ª dimensão, e disso todos já sabemos. No Feng Shui as plantas são muito usadas nas decorações de interiores, além de projetos para harmonização do jardim também! As plantas sem dúvidas trazem mais cor e beleza às nossas vidas (além do Oxigênio, sim, eu sei).
Um amigo meu diz que uma casa sem plantas é uma casa sem vida! E de fato é. Mas a relação de um bruxo ou bruxa com suas plantas devem ir além do efeito decorativo, os sentimentos sinceros são fundamentais. Elas podem nos trazer grandes coisas, seja através de complicados rituais de invocação, ou através de uma conversa sincera em frente a uma delas. Posso citar o exemplo do elemental da goiabeira, que melhor se apresenta, àqueles que já tem uma afinidade com a árvore, e que frequentemente elogiam seus belos frutos e folhas, e têm poderes impressionantes (SAW diria- terríveis poderes ígneos!) capazes de fazer brotar qualquer madeira aparentemente morta, bastando apenas ao praticante regar esta. Pois é pessoal, quando quiser fazer aquele grau com a parentada, faça brotar a porta de entrada da casa de todo mundo!
Recentemente, trouxe do interior, algumas pimentas, e hoje retirei as sementes destas para depois plantar. Vale lembrar aqui, que o elemental das pimenteiras, principalmente falando da conhecida 'dedo de moça', tem poderes capazes de nos trazer a felicidade interior, de um modo inabalável. A alegria incessante dos nordestinos do Brasil- O Ocultismo explica! 
Mas enfim, na prática, temos que interagir da maneira como nos for mais confortável com nossas verdinhas. Vou ilustrar o texto agora com um relato pessoal, que me chocou bastante...

Eu havia comprado um Bonsai de Cipreste, uma árvore que sempre me encantou e cujo incenso é sempre muito bem vindo em rituais de consagração. Passadas algumas semanas, comecei a conversar com a planta, e me determinei a fazer amizade! Numa bela noite de lua cheia, resolvi tocar o terror! Então tracei um círculo no chão com giz, arrumei todos os aparatos ritualísticos, com o bonsai junto, e invoquei o elemental. O ritual foi feito sem receitas, tudo intuitivo, durante a prática, peguei alguns pequenos galhos da planta que estavam secos, e usei para defumar o ambiente. Nenhuma visão durante o ritual. Tudo ocorreu normalmente, e o pedido que eu fiz ao elemental, foi que me ajudasse na projeção astral consciente! Na noite do mesmo dia, usei algumas técnicas de meditação, e dormi!  Para minha total surpresa, e infelizmente para o meu desespero, acordei no meio da noite com o corpo todo eletrizado. A sensação era essa mesmo, de que ondas elétricas corriam pelo meu corpo, e meu coração disparou, uma pressão imensa no meu corpo parecia que iria me explodir, e entrei em pânico! O que eu fiz? Comecei a orar! Pedir ajuda, para que aquilo parasse. Depois de algum tempo de pânico, tudo voltou ao normal. No outro dia, fui pedir ajuda a pessoas com experiência prática no assunto elemental, e para minha total surpresa e decepção, aquilo havia sido um teste do próprio elemental do Cipreste, uma prova mesmo, para ver se eu podia avançar ou não. Pois é, o medo só atrapalha!

Com esse relato, quero terminar a postagem de hoje e desejar muita prosperidade para todos vocês! Agora nessa época em que o signo de Leão predomina, muita luz, muita alegria e muita sorte para todos nós! Blessed Be!

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Hieros Gamos e Magia Sexual

Pessoal, hoje trouxe uma postagem recheada de informações, referências históricas. Uma base teórica, que tem ramificações bem práticas! A Magia Sexual é um assunto que precisa ser do entendimento de todos que se considerem Bruxos, Bruxas, Magos, Ocultistas e etc! O texto não é meu, vocês sabem que sempre garimpo coisas de outros locais,, separo as melhores partes e trago pra cá, com os deviso créditos no final! O texto a seguir, espero eu, que sirva de motivação a todos para pesquisas mais aprofundadas e práticas. No Ocultismo, diz-se que chega um determinado momento de desenvolvimento mágicko de uma criatura, de onde ela não pode passar sem a majestosa prática da Magia Sexual. Portanto, enjoy it!
_______________________________________________________________________



"Hoje vamos falar de algo que certamente vai interessar para todo mundo (ou quase todo mundo). Sexo!
Na Antiguidade, entre os estudiosos, sacerdotes e iniciados, o sexo era considerado algo sagrado e uma maneira de se reconectar com o EU divino que habita cada um de nós, como uma das formas mais bonitas de “Religare” e sempre esteve associado a muitas comemorações e rituais de fertilidade.
O reino do sexo mágico é o domínio e o poder do feminino.

Antes de começar, quero deixar claro que sempre existiu o sexo “vulgar” ou profano, que a maioria das pessoas conhece e pratica normalmente. O sexo sagrado, conforme eu comecei a explicar na semana passada, envolve todo um ritual de entrelaçamento das energias entre os chakras fortes masculinos e femininos durante o ato sexual entre dois iniciados. Durante esta relação, o casal canaliza e amplia suas energias através de seus chakras, desde o Muladhara na penetração, despertando a Kundalini (serpente sagrada), florescendo por entre os nadis dos amantes até o Sahashara, gerando um fluxo gigantesco das energias telúricas e projetando-as para o universo, ou utilizando estas sobras de energia para a realização de determinados rituais.

Através do sexo sagrado, o corpo da mulher se torna um templo a ser venerado e o enlace entre o sacerdote (que assume o papel de um deus) e a sacerdotisa (que assume o papel de uma deusa) adquire uma conotação ritualística capaz de despertar grandes energias e até fazer com que eles cheguem à iluminação (e a orgasmos muito mais fortes!).

Suméria


Os rituais sexuais existem desde os primórdios da humanidade e estiveram presentes em todas as grandes culturas da humanidade. As primeiras referências a eles, e também a mais famosa, é o Hieros Gamos, ou “Casamento Sagrado”. Este ritual era realizado na Suméria, 5.500 anos atrás. Nele, a alta sacerdotisa assumia o papel do Avatar da grande deusa Inanna e fazia sexo com o rei ou imperador, que assumia o papel do deus Dumuzi, para mostrar sua aceitação pela deusa como governante justo daquela região.


Isto era feito diante da corte, pois naquele tempo não haviam tabus para se praticar sexo em público se fosse em uma cerimônia religiosa. O símbolo desta união era um chifre, também chamado de “cornucópia” (uma referência clara à vagina da Grande Deusa em sua abertura e o falo do grande deus em seu chifre), do qual brotavam frutas, verduras e toda a fartura dos campos. Era uma associação óbvia entre os rituais sexuais de fertilidade e as colheitas que se originavam das plantações energizadas por tais rituais. O símbolo da cornucópia foi eternizado na Mitologia grega, através dos ritos Dionísios com sua forte presença no Olimpo, e mantém-se até os dias de hoje como símbolo de fartura.


No Egito, existiam primariamente três classes de sacerdotes iniciados: o Culto ao Templo Solar, cujo templo principal ficava em Hélios, baseado nos misterios de Osíris de sua morte e ressurreição, da conspiração de Seth, da vingança de Hórus e seu triunfo. Este culto lidava essencialmente com energias MASCULINAS em seus rituais, baseados na força e simbolismo do sol, movimentando os aspectos de Yang (positivos, fortes, racionais, diretos). Desta ordem surgiam os comandantes dos exércitos do Templo e, posteriormente, os Cavaleiros Templários e a Maçonaria, descendente direta dos templários. Esta é a razão pela qual apenas HOMENS são iniciados na maçonaria. Não se trata de um “clube do bolinha” ou de nenhum preconceito com as mulheres, como muitos detratores alegam, mas, essencialmente, os rituais maçônicos são de energia Yang e a presença de uma mulher no templo em uma loja solar apenas atrapalharia toda a egrégora (existem organizações para-maçônicas como as Fraternidades Femininas e ordens como as Filhas de Jó para mulheres, mas a ritualística é outra, especialmente voltadas para as meninas e mulheres. Muito diferente do golpe da “maçonaria feminina” que Non Ecziste!).
OBS: quando as cerimônias são públicas, os rituais são, obviamente, diferentes…

Além desta Ordem, existia a Ordem dos Mistérios de Ísis, voltada apenas para MULHERES. Estas ordens lidam com a energia lunar, com o Yin, com a intuição, com a sedução, com as emoções sutis que pertencem ao campo do feminino. Da mesma forma, era proibida a presença de homens em uma loja de Ísis. Ísis recebeu vários nomes em seus cultos: Islene, Ceres, Rhea, Venus, Vesta, Cybele, Niobe, Melissa, Nehalennia no norte; Isi com os hindus, Puzza entre os chineses e Ceridwen entre os antigos bretões.

O terceiro tipo de Ordem eram as Ordens de Ísis e Osíris, ou as ordens mistas. Estas eram ordens espirituais, preocupadas com o estudo das ciências e dos fenômenos naturais. Pode-se dizer que foram as primeiras ordens de cientistas do planeta, estudando ao mesmo tempo fenômenos físicos, matemáticos e espirituais. Destas ordens, Grandes iniciados como o faraó Tuthmosis III, Nefertitti, Akhenaton (ou Amenhotep IV) e Moshed (ou Moisés para os íntimos) estabeleceram as bases de praticamente todas as escolas iniciáticas que surgiram, inclusive todos os ramos das Ordens Rosacruzes.



Cada templo era formado por até 13 membros (do sexo masculino/solar, feminino/lunar ou misto, com qualquer número de homens e mulheres, dependendo da ordem). Quando haviam mais iniciações, estas lojas eram divididas em mais grupos contendo 5, 7 ou 11 estudiosos. Era comum que membros da Ordem do Sol ou da Lua participassem nestas ordens mistas, assim como até hoje é comum maçons ou wiccas participarem das ordens rosacrucianas.
Treze pessoas em um grupo era considerado o ideal, pois constituía um CÍRCULO COMPLETO, cada um dos iniciados representando um dos signos do zodíaco, ao redor do Grande Sacerdote. Como veremos mais para a frente, isto será válido em outras culturas como a celta, romana, bretã e até africana.

Um quarto grupo era formado por sacerdotes especialmente escolhidos do Templo do Sol e do Templo da Lua, para as festividades das Cheias do Nilo, Morte e Ressurreição de Osíris, Início do ano e várias outras celebrações importantes. Estas celebrações eram Hieros Gamos, onde um sumo-sacerdote coordenava (mas não participava!) do sexo ritualístico entre 6 casais (totalizando 13 pessoas). Estes casais eram geralmente (mas não obrigatoriamente) casados e assumiam suas posições no círculo formando o hexagrama, com o sacerdote ao centro. Estes rituais poderiam ser realizados em um Templo ou em alguns casos, dentro de pirâmides, que estavam ajustadas para as freqüências que eles desejavam ampliar para o restante da população (ou do planeta). Mais tarde, o mesmo princípio será usado nos festivais celtas, mas já chegaremos lá.
Em grandes festividades, outros iniciados participavam (fora do círculo principal, que era formado pelos casais mais poderosos), formando um segundo círculo externo ou grupos, dependendo do número de pessoas. Estas sacerdotisas assumiam a representação da deusa Meret, a deusa das danças e das festividades, e os sacerdotes assumiam a representação de Hapi, deus da fecundidade e das cheias do Nilo.
É importante ressaltar que nestes rituais cada sacerdote transava apenas com a sua parceira.
Era comum o uso de máscaras (com cabeças de animais representando os aspectos relacionados ao ritual/deus que estava sendo realizado), o que mais tarde dará origem ao Baile de Máscaras (que secretamente abrigavam Hieros Gamos) e posteriormente ainda os Bailes de Carnaval. Após as festividades, havia dança, celebrações e sexo não-ritualístico/hedonista.
Estas sacerdotisas eram chamadas de Meretrizes, nome que mais tarde foi deturpado pela Igreja Católica.



Do lado complementar das Meretrizes estavam as Virgens Vestais, que eram virgens que trabalhavam um tipo diferente de energia e eram consideradas as Protetoras do Fogo Sagrado. Elas existem desde o Egito mas ficaram mesmo conhecidas no período grego e romano. Falarei sobre elas daqui a pouco.
Paralelamente aos ritos egípcios, existiam rituais sexuais ligeiramente diferentes na Índia, mas baseados nos mesmos princípios de união dos chakras para despertar a kundalini.

Tantra


A palavra tantra vem do védico e pode significar “teia” ou “libertação da escuridão” ou ainda “aquilo que amplia o conhecimento”. Eu não vou dar detalhes sobre a origem do Tantra, porque me estenderia por muitas páginas (se vocês quiserem, depois eu faço um post só sobre tantra e kamasutra), mas vocês podem ler um resumo neste site AQUI.
Basicamente, o tantra possui uma filosofia de amor. Amor ao semelhante, à natureza, à vida, ao sexo, ao despertar. O ato sexual mágico dentro do tantra é apenas UMA das manifestações desta filosofia maravilhosa (o tantra é uma maneira de se viver, que inclui vegetarianismo, cultivo ao corpo, mente e espírito, respeito pelas coisas vivas, paz, harmonia com o cósmico, à devoção ao feminino, ao estudo da poesia, música, etc.). O grande problema disso para as “otoridades” é que um homem tântrico está mais preocupado em tratar bem sua(s) amante(s), apreciar um bom vinho ou fazer uma boa massagem em uma amiga do que pegar em armas e ir até um país distante chacinar seus inimigos para que as otoridades adquiram mais poder… para isso, precisam de soldados cruéis, sem compaixão e sem sentimentos (“certo, seu zero-dois?”). Então, quando os Arianos tomaram a Índia, lá por 2.000 AC, eles tornaram esta religião proibida (de onde veio o significado de “libertação da escuridão” pois o movimento acabou caindo na escuridão/clandestinidade).


O principal ritual de sexo tântrico é chamado de Maithuna. Neste ponto, existem 3 vertentes do Tantra: o Caminho da mão esquerda, que prega a realização destes rituais com estranhos, para atingir um máximo de erotização, voltado para o prazer e que deu origem a livros e textos como o Kama-Sutra, o Caminho da mão direita, que prega que o Maithuna deve ser feito apenas com sua companheira, o que gera uma intimidade maior e uma energia muito maior no ritual e finalmente o Caminho do Meio (meu favorito) que prega um meio termo: rituais sexuais para serem desenvolvidos com uma parceira, mas não excluindo a participação de amigas ou conhecidas no processo.



Durante o ato sexual, o homem assume o papel de Shiva e a mulher de Shakti. O papel da mulher é sempre o de uma deusa a ser venerada e existe todo um ritual antes do sexo: ela depila todo o corpo (pode ser feito no dia anterior), prepara um banho com ervas e perfumes e se arruma ritualisticamente, o homem prepara os incensos, música e o ambiente. Uma relação de Maithuna demora no mínimo 4 horas, mas há relatos de rituais que chegam a demorar 21 dias (já não se fazem mais iniciados como na Antiguidade… tsc tsc). O Maithuna é programado segundo o ciclo dos signos e as fases da lua (na lua cheia Shakti tem mais potência sexual e na lua crescente Shiva está mais viril. Na lua nova, ambos estão relativamente sexuais e na minguante a energia pode não estar muito propícia). A preocupação com os exercícios para desenvolver os chakras, a vestimentas (nada sintético ou que bloqueie os chakras), a alimentação (nem pense em fazer um Maithuna com um bicho morto no seu estômago!!!), a meditação e concentração, os incensos… TUDO é importante neste tipo de ritual.

Rituais Tântricos
Ao contrário da ritualística egípcia, que é extremamente rígida em relação a escolha dos parceiros, as festas tântricas eram basicamente hedonistas (voltadas para o desenvolvimento do ser humano através do prazer e felicidade), podendo haver troca de parceiros (caminhos central e da mão esquerda somente), mais de uma parceira/parceiro em uma transa, etc. As palavras chaves nestas festas são o respeito entre todos os participantes e a consensualidade. Pode-se dizer que estes grupos mantiveram-se sempre de maneira secreta em praticamente todas as sociedades, até os dias de hoje nas casas de swing (ou “troca de casais”, como a mídia adora colocar, dando a falsa impressão que as mulheres nestes locais nada mais são do que “moedas de troca” quando uma idéia melhor seria “compartilhar” – É… eu sou muito chato com os termos corretos, porque palavras têm poder). Hoje muito do conceito destas festas foi distorcido e estragado (com direito até a pessoas que contratam garotas de programa para montar casais falsos e participar das putarias), embora dentro deste universo existam ainda grupos que agem como verdadeiras Sociedades Secretas, com regras de conduta muito rígidas e mantém as idéias originais das FESTAS HEDONISTAS com o respeito e a seriedade que elas deveriam ter.

Grécia e Roma
O culto a Ísis e Osíris migrou do Antigo Egito para a Grécia, onde Toth tornou-se Hermes e os misterios de Osíris tornaram-se o culto a Dionísio (Dyonisus).
Antes de mais nada, quem era Dionísio? Nascido de Zeus e Perséfone, Dionísio atraiu a fúria de Hera, que enviou os titãs para mata-lo. Zeus o protegeu enviando raios e trovões para despedaçar os titãs, mas quando conseguiu derrota-los, sobrou apenas o coração de Dionísio. Zeus colocou seu coração no ventre de Semele, uma de suas sacerdotisas, que se tornou sua segunda mãe… portanto Dionísio era conhecido como o “nascido duas vezes”. Curioso não?

Novamente temos o culto a morte e ressurreição de Osíris na iniciação e os rituais que demonstravam claramente a vida após a morte. Interessante notar que Semele era uma sacerdotisa do culto a Zeus, e portanto uma virgem vestal. Vocês perceberão que ao longo da história, muitos iniciados nasceram de “virgens” (cujo termo possuía o significado real de “espiritualmente pura”). A título de curiosidade, Hórus, Rá, Zoroastro, Krishna, Platão, Apolônio, Pitágoras, Esculápio e aquele outro cara famoso na Bíblia também nasceram de “virgens”.


Os cultos de Dionísio também eram conhecidos pelo nome de culto ao Deus Baco (Bacchus) e suas sacerdotisas iniciadas nos cultos lunares eram conhecidas como Menades ou Bacantes. O poeta Homero escreveu que elas “iam para as montanhas e realizavam estranhos rituais”. O culto começou na Grécia mas sua popularidade cresceu a ponto de se tornar conhecida em Roma a partir de 200 AC.

Registros famosos destes rituais de Bacchanalia foram escritos por uma sacerdotisa e poetisa chamada Sappho, cujo templo de Mytilene ficava na Ilha de Lesbos, por volta de 600 AC. Estes textos retrataram alguns dos rituais envolvendo sexo mágico entre as iniciadas e uma série de poemas narrando o amor entre mulheres. Da perseguição religiosa, surgiram as palavras Safada (no sentido depreciativo para a mulher) e Lésbica.



Os cultos solares eram mais populares em cidades como Esparta, cujos exércitos voltados para o aperfeiçoamento do corpo e da mente usavam os treinamentos físicos desenvolvidos pelos Guardiões do Templo, incluindo muitos ritos de iniciação (especialmente um dos mais importantes, que é mostrado no filme/HQ “300 de Esparta”, quando Leônidas precisa, quando jovem, enfrentar um período de tempo no deserto/montanha e matar um lobo com as próprias mãos, trazendo sua pele para comprovar o feito de coragem). Mais tarde falaremos novamente sobre capas vermelhas nos celtas.


Nos cultos de Dionísio, o Hieros Gamos também assumia a forma de relações sexuais entre os deuses, para a realização de diversas comemorações ou rituais. Vamos ao chamado “panteão Olímpico”: Zeus, Hera, Poseidon, Afrodite, Ares, Atenas, Hermes, Hefesto, Apolo, Ártemis, Demeter e Hestia. Exatamente 6 homens e 6 mulheres. Completando com Dionísio como sumo-sacerdote, estava preparado o Círculo Completo para o Hieros Gamos (como curiosidade, cada deus desse estava relacionado a um signo do zodíaco, mas se quiserem saber, vão fazer a lição de casa, eu não vou falar quem é o que). Também relacionando com as Linhas de Ley, o Monte Olimpo fica “coincidentemente” em um destes cruzamentos energéticos do planeta.



As reuniões destes grupos recebiam o nome de Orgion (palavra em grego que significa “ritual secreto”) e eram presididas pelo Orgiophanta. Da latinização surgiu a palavra Orgia, e nem preciso dizer o que aconteceu com o significado desta palavra.

Em 180 AC, o senado editou o “Senatus consultum de Bacchanalibus” estabelecendo regras claras para a realização destas festividades e ritos. Desnecessário dizer que os cultos secretos continuaram, apenas caíram na clandestinidade dentro das Ordens Secretas. Os Hieros Gamos continuaram ocorrendo, com a latinização dos deuses envolvidos.
As principais festas aconteciam nos Solstícios e Equinócios, especialmente o Sol Invictus (quem assistiu aquele filme “de Olhos bem fechados” pode ver um ritual de Hieros Gamos moderno, ocorrendo justamente no Natal/Dies Natalis Solis Invicti… quer dizer, uma pequena parte dele).


O culto Solar ganhou muita força em Roma, através do culto a Mithra, o Deus-Sol, El Gabal, Sol Invictus (e, como devoto deste deus, farei uma coluna dedicada a ele em breve). O exército romano usava todos os símbolos do Templo Solar, inclusive a famosa “saudação a Mithra”, que mais tarde foi usada pelos exércitos de Hitler, um dos maiores ocultistas do século XX, como a saudação tradicional nazista, e também usada por Francis Bellamy para a saudação à bandeira americana (que foi substituída em 1942).

As Vestais
Além dos cultos solar e lunar, existiam também as Vestais (sacerdos vestalis) que eram as sacerdotisas da deusa Vesta e encarregadas de manter aceso o Fogo Sagrado de Vesta. Este fogo era o santuário mais importante de cada cidade romana e deixar uma chama destas apagar era passível de pena de morte. Caso uma chama se apagasse, os sacerdotes precisavam acender uma tocha em um templo vestal em uma cidade próxima e trazer este fogo sagrado até o altar.
Se você pensou em “tocha olímpica”, acertou… é a origem da tocha. Agora algo que você não sabia: A origem sagrada deste fogo remonta ao fogo que Prometeu roubou dos deuses e que lhe custou o castigo eterno.


Outra das coisas que provavelmente você não saiba é que Prometeu é citado pelo poeta Ascilus e Hesíodo como “o Portador da Luz”, cujo nome em grego é Phosporos. Talvez você não reconheça o nome dele em grego, mas em latim eu tenho certeza que você conhece: “Lúcifer – A Estrela da Manhã, o Portador da Luz”.
Surpresos? Bem… hoje vocês aprenderam que aquele bando de esportistas carregando aquelas tochas na olimpíada e toda aquela festa serve para manter viva a chama de Lúcifer. Bacana, não?

As Vestais tinham de ser virgens, pois a energia e os chakras delas vibram e podem ser trabalhados de maneira diferente. Os ocultistas chamam isto de Chastitas, de onde vem a palavra castidade. Na rosacruz chamam estas meninas de columbas e elas são responsáveis por algumas das partes mais bonitas da ritualística.
A Chastitas não precisa envolver a falta de amor. Aliás ele desenvolve nas sacerdotisas/sacerdotes que escolhem este caminho a virtude do Ágape, ou amor pela humanidade. O iniciado Platão foi um dos que mais estudou este tipo de ritualística, de onde se originou o termo “amor platônico”.
Sócrates estudou este processo e desenvolveu o chamado Chastitas Pederastia, que é uma relação de amor casto entre um jovem e um adulto do mesmo sexo (normalmente um guerreiro mais velho e o aprendiz de soldado, especialmente nos exércitos gregos). Mas este “amor” a que ele estava se referindo não era o amor homoerótico (que incluía sexo), mas sim o amor fraternal de um Mestre de Guilda para com o Aprendiz. Para tentar traçar um paralelo, pode-se pensar na relação entre o Batman/Robin, o sr. Miagui/Daniel-san e jedi/padawan.
A Igreja deturpou a palavra “pederasta” como sinônimo pejorativo para homossexual. Disto seguem aquelas lendas absurdas que os soldados gregos eram gays. Também foi uma das acusações mentirosas que a Inquisição usou contra os Templários, já que esta tradição da pederastia se estendeu para o conceito de Cavaleiro/escudeiro ou Mestre/aprendiz.

A Castidade funciona através de uma alquimia diferente, transformando o que seria o desejo carnal e sexual em uma energia espiritual através do desenvolvimento dos chakras superiores e do controle dos chakras inferiores. Exemplos deste tipo de iluminação incluem os monges budistas, monges shaolins, os padres da Igreja, algumas santas e outros eremitas da literatura religiosa e ocultista.


A Igreja Católica tentou copiar estes preceitos de monges nos padres, mas esqueceu de avisá-los que isso precisa ser treinado. O resultado disto são pessoas que “fazem votos de castidade” mas não sabem exatamente o que estão fazendo e não acreditam em chakras. E com isso ficam todos complexados e cheios de necessidades carnais, naturais de todos os homens."

Texto retirado do site-  http://www.deldebbio.com.br/ 

quarta-feira, 2 de maio de 2012

E na calada da noite...

Are baba, tô de volta! Época de Samhain hein folks... Eu sei que vocês já sabem todo o discurso sobre as necessidades que temos  em cada sabbath, que já têm nojo de tanto ouvir, mas a criatura humana se não é burra, às vezes se faz, vamo combiná! Então o Grande Pai volta agora ao útero da Deusa, de onde deverá retornar em Yule. Época de saudar os nossos ancestrais, os sentimentos ligados à morte estão no ar, vamos saborear isso, entender tais sentimentos. A morte que é necessária para todas as criaturas. E não falo só de morte no sentido literaaal [minha vó dizia “jogar uma terrinha nos olhos HAHA’’], mas nas mortes que temos que praticar diariamente, e principalmente agora. A morte do ego, que é algo tãoo amplo, complexo, um trabalho árduo, que é para poucos e os grandes mestres sabem e nos ensinam isso. Enfim gente, vamos tratar de sermos pessoas melhores, porque tá difícil!Rsrs..Posso fechar essa fala com uma frase de uma grande amiga – Astúria Morgan Maat- que diz “ O Caminho é para todos, mas nem todos são para o Caminho.”
                Hoje não vamos travar muito a situação, e os temas que me forem vindo à mente eu vou escrevendo aqui, pra ficar uma coisa bem ampla, tipo revisão pra vestibular [não, não é tipo revisão pra vestibular, mas é só um exemplo, keep calm pelo amorrr de Deus]. Elemental! É um tema que sempre tem pano para a manga, e que temos fontes! Portanto, achei aqui umas informações surpreendentes para os que desejam realmente entrar em sintonia com esses seres maravilhosos, ir além do que a maioria vai, e eu me incluo nesses que querem, vamos juntos !
                Os seres mágickos da trilogia O Senhor dos Anéis, deixaram muita gente boquiaberta. A beleza , a magia dos traços, e tudo mais. Segundo nosso amigo, já comentado aqui no blog, pesquisador Ocultista áarduo dos assuntos ligados ao Mundo Elemental, chegamos ao conhecimento de que as dríades das florestas de pinheiros se parecem muito com tais seres. Assim como os elementais das florestas de eucaliptos, que no entanto, usam vestimentas um pouco mais simples, e não menos belas por isso. Só por curiosidade, são esses seres que muitas vezes são vistos em beiras de estradas, até mesmo de dentro de veículos que vão passando e os avistam, e por causa das roupas que usam, parecem-se com noivas, e criaram-se então as lendas em torno das noivas mortas que ficam nas estradas pedindo carona, são esses elementais, que não estão pedindo carona! A interação elemental sempre é melhor, quando vamos à noite, sozinhos a uma floresta, é o recomendado [ainda não tive essa oportunidade de ir sozinho, mas mesmo em grupo, aparecem coisas nas matas à noite que não tem muito como explicar por A + B]. Mas por que canastras sozinho e ainda de quebra à noite?! Porque o medo é um instinto natural do ser humano, nos avisa que podemos estar em perigo. E na escuridão imensa da floresta à noite, naturalmente ficaremos apavorados, principalmente quem está nas primeiras aventuras. O medo como sendo um instinto, nos avisa e nos prepara, muitas são as consequências físicas dos momentos em que estamos apavorados, a adrenalina vai lá em cima, ficamos alertas e etc. E uma das manifestações que acontece conosco magickamente falando, é a abertura espontânea da clarividência. É mais fácil lidar com aquilo que você está vendo, por isso o medo nos torna momentaneamente clarividentes! Esse é um dos motivos pelo qual ir à noite para os matos é mais interessante, justamente pra tocar o terror!Rsrs...Uma prática simples e toda cheia de significados, é adentrar numa dessas florestas e levar consigo uma pedra que caiba na mão e uma taça com água [se for de prata, melhor]. O procedimento é traçar um círculo com um galho , entrar nele com a taça, mas deixar a pedra fora do círculo. Depois, já dentro deste, permaneça virado de costas para a pedra com a taça cheia de água na mão, e espere o momento em que uma dríade virá perguntar porque você deixou a pedra ali. E aí é só partir pro abraço e aproveitar da melhor maneira.
                E para fechar o post de hoje com chave de ouro [gosto de ouro], uma outra prática das antigas.
Antigamente as bruxas faziam as invocaçoes para silfos nas chaleiras , quando a agua estivesse vervendo:O vapor que saia pelo bico da chaleira era onde o silfo se manifestava ao ser recitado um exorcismo ou conjuraçao do ar tendo a mao uma pena de ave de rapina...A pena de ave de rapina é importante por que algumas escolas de ocultismo sabem que os silfos obedecem a quem estiver segurando uma na mao direita...Seria tolice tentar invocaçoes sem os amuletos que controlariam as criaturas do ar...Prudencia na magia é aconselhavel sempre...” By: Wit Oicani.
            É isso aí folks, mãos à obra!Blessed Be.

Enid Shannon.